Arquivos do Blog

Para refletir

image

Crônicas da Igreja – Um relato da condição da igreja nos últimos dias

O Extremismo Político-Religioso Evangélico Parte II- A Jihad Evangélica e seus aiatolás.

Continuando o tema da crônica escrita na ultima quinzena, estava ansioso para escrever esse texto pois nos últimos quinze dias aconteceram fatos demonstrando exatamente o que eu falei, dando-me convicção e ânimo para seguir em frente com o mesmo tema. Tenho provas e argumentos suficientes para demonstrar que essa nova geração de evangélicos e principalmente os pentecostais são tão terroristas como a Jihad Islâmica, o Hamas, a Irmandade Muçulmana, o Fatah, o Talibã, a Al Qaeda, tendo ideais idênticos. Ainda não pegaram armas e promoveram atentados por que não acharam necessários, e porque senão nosso país se transformaria numa filial do Oriente Médio, com seus lideres que mais se parecem os aiatolás iranianos.

Sem sombra de dúvidas, o maior símbolo de todo fundamentalismo evangélico é o Pastor Marcos Feliciano, presidente da comissão de direitos humanos no congresso e sua interminável “guerra santa” contra os homossexuais. Em sua ambição pelo poder (http://noticias.gospelmais.com.br/marco-feliciano-candidato-senado-2014-jornalista-60706.html) com o apoio da cambada evangélica, induz os evangélicos cuja grande maioria é despolitizada assim como grande parte dos cidadãos brasileiros ao ódio, a intolerância, a luta contra os infiéis (pessoas não cristãs, com visões de mundos e crenças diferente dos evangélicos), sob o pretexto de estarem defendendo a família, a ética cristã, os interesses do Reino ( olha o tamanho da gravidade quando se fala uma coisa dessas) e lutando contra a perseguição ao Cristianismo.

Em tese a ideia se resume assim: atacamos para não sermos atacados, converteremos as pessoas a Cristo nem que seja a força. Perceberam alguma semelhança com o islamismo? Pois é, não é mera coincidência, é a Jihad Evangélica entrando em cena, fazendo guerra santa por Jesus! Quanta blasfêmia meu Deus!
Noticias divulgada pela internet e redes sociais noticiam que o Deputado Marco Feliciano fez campanha para retirar o vídeo do site Porta dos Fundos do ar, devido o fato da atriz ir ao ginecologista e lá descobrirem uma imagem de Jesus Cristo em sua vagina. Incomodado o pastor começou a fazer campanha para que o vídeo fosse retirado do ar (http://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2013/08/19/marco-feliciano-faz-campanha-para-retirar-video-do-porta-dos-fundos-do-ar.htm). Tá certo que se trata de um vídeo desrespeitoso, mas ai querer proibir é contra por entender que vivemos em um estado democrático de direito, com livre expressão de pensamento, político, religioso, intelectual, artístico, e se está afrontando Deus à pessoa que se entenda com Ele no dia do julgamento, pois quem somos nós para fazer justiça?

Grandes contribuições o aiatolá está trazendo para o evangelho no Brasil! A mesma atitude islâmica não somente dele, mas de muitos evangélicos é essa: mexeu com meu profeta (no caso Jesus), com o meu pastor, com a minha igreja eu vou pra guerra contra os infiéis.

A última pérola do Feliciano foi mandar prender duas lésbicas por se beijarem durante o culto, (http://noticias.gospelmais.com.br/marco-feliciano-manda-prender-ativistas-gays-beijaram-culto-60579.html) acirrando ainda mais a guerra satânica entre cristãos x homossexuais, vale lembrar que o mesmo é um dos que mais alimentaram a rivalidade nos últimos tempos, provocando escândalo de todos os lados. Quero afirmar desde já, que ninguém está certo nessa história, os dois lados estão errados, mas tal atitude demonstra tamanho autoritarismo, digna do tempo do regime militar, do catolicismo medieval, dos fariseus que mandavam prender qualquer um que não fossem do agrado deles, tal autoritarismo religioso mostra que a maioria desses líderes evangélicos são pessoas antidemocráticas e exercem lideranças extremamente ditatoriais, bastando ver como são as lideranças evangélicas neopentecostais e pentecostais onde a ultima palavra é a do pastor, o grande sacerdote cuja autoridade não pode questionada, mas nem em pensamento porque se trata do ungido do Senhor. Só não falam que Novo testamento existe somente um Mestre e líder que é o Messias, que o sacerdócio é universal, todos aqueles que creem em Cristo são ungidos do Senhor.

Em se tratando de uma pessoa que está em evidência, muitos cristãos e lideres imitam tais atitudes cumprindo a palavra que Pedro profetizou: “Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade 2 Pedro 2:2”.

A intolerância em relação à pessoa de outra crença (exemplificada nesse vídeo http://www.youtube.com/watch?v=mQpXk8HcOrY) no qual o pastor Caio Fabio comenta sobre “traficantes evangélicos” que oprimem e expulsam pessoas de outras religiões nas favelas do Rio de Janeiro, veja a que ponto chegamos!

Se for pra falar de Silas Malafaia &Cia ficaria até o fim de 2013 fazendo só crônica com esse tema, mas encerro por aqui e continuo na próxima com a terceira parte.
Então o Senhor lhe disse: “Vocês, fariseus, limpam o exterior do copo e do prato, mas interiormente estão cheios de ganância e da maldade”.
Insensatos! Quem fez o exterior não fez também o interior? Lucas 11:39-40

Ai de vocês, fariseus, porque dão a Deus o dízimo da hortelã, da arruda e de toda a sorte de hortaliças, mas desprezam a justiça e o amor de Deus! Vocês deviam praticar estas coisas, sem deixar de fazer aquelas.
“Ai de vocês, fariseus, porque amam os lugares de honra nas sinagogas e as saudações em público!
“ Ai de vocês, porque são como túmulos que não se veem, por sobre os quais os homens andam sem o saber! ” Lucas 11:42-44

“Quanto a vocês, peritos na lei”, disse Jesus, “ai de vocês também”! Porque sobrecarregam os homens com fardos que dificilmente eles podem carregar, e vocês mesmos não levantam nem um dedo para ajudá-los. Lucas 11:46
Ai de vocês, peritos na lei, porque se apoderaram da chave do conhecimento. Vocês mesmos não entraram e impediram os que estavam prestes a entrar! ” Lucas 11:52

Fabio Rodolpho

Crônicas do Mundo – Relatos de uma sociedade sem Deus e contra o próprio Deus

A crise moral e a falência das instituições

Basta somente ligar a televisão ou acessar a internet para vermos noticiais sobre crimes hediondos, massacres brutais como os ocorridos no Egito e na Síria nas ultimas semanas, abuso sexual, estrangulamento, pornografia, assassinatos em família, corrupção em todos os setores da nossa sociedade, imoralidade, infidelidade, aumento do índice de divórcios, escândalos envolvendo o evangelho, explosões de diversas manifestações ao redor do mundo, e por ai vai.
Com a ascensão da psicologia moderna, de onde se derivam tais porcarias como auto-ajuda, auto-estima, auto-suficiência, além de teologias nefastas como a teologia da prosperidade, o crescimento das praticas da nova era, o ego do ser humano está sendo cultivado de uma maneira nunca antes visto na história, sendo que o egoísmo humano é a porta para outros pecados como ganância, presunção, soberba, blasfêmia, desobediência, ingratidão, profanação, ódio, calúnia, desprezo, intemperança, hipocrisia, crueldade, resultando no afastamento de Deus passando a amar mais os prazeres carnais do que a Deus (II Timóteo 3:4).


Quando vou para a faculdade e paro para observar a atitude de certas pessoas, fico impressionado com a maneira como o individualismo humano está engolindo palavras como altruísmo, coletividade, cooperação, respeito para com o próximo, união, além de casos como roubo, intrigas, inveja, falsidade, facções, se propagam expressando totalmente a crise de integridade que estamos vivendo em nossos dias.


Observo a falência de certas instituições como a família, com o caráter totalmente distorcido do modelo tradicional, governo que se mostra incapaz de prover as necessidades reais do povo, além do descrédito como autoridade, incapaz de controlar as pessoas, a igreja abalada pelos escândalos de corrupção e mau testemunho por parte de seus membros, apostasia de tais lideres somado ao surgimento de novas seitas e heresias nascidas dentro do Cristianismo, misturado ao avanço do ateísmo, formadas por pessoas frustradas com a religião, o militarismo bastante questionado e criticado quanto suas ações e nessa lista posso incluir ONGs, associações, partidos políticos, sindicatos. Não posso deixar de dizer que com a crise econômica de 2008 e da zona do euro, acabou gerando um abalo econômico ao redor de todo mundo abalando até mesmo países em desenvolvimento como os BRICs e como consequência o capitalismo até então triunfante e inquestionável, passou a estar mais vez em crise, correndo sério risco de presenciarmos novas mudanças, tendo até mesmo a possibilidade de o surgimento de um novo regime do qual ainda não conhecemos. Portanto o jeito é esperar para ver.

Nossa sociedade é semelhante a uma casa que vem sofrendo com os constantes terremotos que ocorrem no lugar em que encontra, tendo a sua estrutura abalada, podendo desabar a qualquer momento, a ponto de gerar um caos sem precedentes vistos antes na história.

 
O que nos conforta como cristãos é que a realidade da nossa era é o cumprimento das escrituras mostrando sua veracidade, pois o apostolo descreveu a realidade de perversidades morais num catálogo. Lamento te dizer isso, mas as coisas não irão melhorar nem um pouco, pelo contrário as coisas ficaram piores. Essas coisas são necessárias que se cumpram tudo o que as escrituras dizem, pois já estamos vivendo os últimos dias antes do arrebatamento, por isso aumentam as dificuldades em todos os aspectos, a destruição dos seres humanos ao mesmo tempo em que os incrédulos estão sendo preparados para a vinda do anticristo e seu reinado e o julgamento da parte da Deus. Por isso também podemos aguardar com grande expectativa o dia da vinda gloriosa de Cristo para nos levar ao céu (Tito 2:13).

Deus quer que conheçamos a realidade de decadência social dos dias que antecedem a vinda de Cristo: “Sabe, porém, isto…” (II Timóteo 3:1), que identifiquemos o comportamento prevalecente na humanidade nos últimos dias, há uma lista detalhada dos pecados que se intensificarão (II Timóteo 3:2-5), que nos afastemos destes pecados e de pessoas que querem nos afastar da verdadeira fé em Cristo: “Afasta-te também destes” (II Timóteo 3:5).

 

 

Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.

E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.

Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados.
Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido,
E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.
Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça;
Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.

Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino,
Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.
Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.
Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.

Fabio Rodolpho

Crônicas do Mundo – Relatos de uma sociedade sem Deus e contra o próprio Deus

O perigo da aliança entre a Igreja e o Estado

Estava terminando de escrever a outra crônica e confesso que não tinha nada em mente sobre o que eu deveria escrever agora, até entrar em um site de noticias sobre religião e ler uma noticia o que serviu como uma pequena inspiração.

Não sei exatamente a data mas somente a noticia do encontro com a presidente Dilma com as lideranças evangélicas que o segundo o site Genizah chorou diante dos participantes da reunião. Faço das palavras de Rilda de Freitas a colunista dessa reportagem as minhas: “Lágrimas de crocodilo não comovem a Deus! Lágrimas deveriam ser frutos de verdadeiro arrependimento. E arrependimento leva à mudança de vida. Não há como desassociar uma coisa da outra. Qualquer coisa que passe disso é perdoem-me a expressão, “balela”, “história pra boi dormir”, etc”. Dilma recebeu única e exclusivamente as lideranças não porque está interessada em conhecer a fé cristã, ou arrependida e sim por razões políticas, já que ultimamente sua popularidade vem despencando, se demonstrando incapaz de lidar com os problemas sociais e econômicos que o país vem enfrentando, o que acabou eclodindo nos protestos e manifestações, além de seu autoritarismo e teimosia em ouvir somente seus marqueteiros políticos. E vale ainda lembrar como anda em baixa com os evangélicos que possuem uma forte representatividade política está tentando levar eles para o lado dela, é apenas isso, não se iludam e nem se enganem, é só esse o motivo: questões políticas.

Em segundo lugar quem deu a autoridade para que esses lideres irem lá nos representar? A impressão que eu tive é que eles pareciam representar todo povo evangélico. Eu não sei a sua opinião, mas esses líderes não me representam, não falam por mim e acredito que nem pela igreja. Essas pessoas representam nada mais do que eles próprios. Outra coisa que me intriga quem foi que disse que a solução para os problemas do país é um colocar um presidente evangélico no comando? Outros fundamentalistas defendem um estado teocêntrico, ou seja, um país fundamentado nos princípios da bíblia será mesmo que isso iria resolver os problemas? É claro que não! O numero de evangélicos vem crescendo a cada dia mais ao mesmo passo que a violência, desigualdade, corrupção crescem, o que prova a irrelevância da religião, além de fé não ter nada haver com crescimento econômico, político, social, etc.

Não temos conhecimentos dos bastidores dessa reunião e o que rolou lá, mas acho muito perigosa essa aliança entre o Estado e a Igreja, vide que a história já nos provou ser uma péssima mistura além de uma combinação explosiva, que o diga Constantino e a Igreja Católica, os reformadores Calvino e Lutero que se separam da Igreja Católica, mas não se desligaram do Estado, a revolução puritana, a fundação da Igreja Anglicana, sem contar o exemplo do Oriente Médio, Norte da África e alguns países da Ásia onde os Estados são fundamentados nas leis das religiões, sendo comuns governos centralizadores, autoritários, casos de abuso aos direitos humanos, e guerras entre facções políticas e religiosas.

Não quero criar alarde dizendo que isso irá acontecer no Brasil, mas recomendo sermos cautelosos, pois não sabemos os interesses que estão por trás dessas lideranças, da qual não tem nenhum crédito de minha parte.
Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso Jesus Cristo.
Ai deles! porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de
Balaão, e pereceram na contradição de Coré.
Mas vós, amados, lembrai-vos das palavras que vos foram preditas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo;
Os quais vos diziam que nos últimos tempos haveria escarnecedores que andariam segundo as suas ímpias concupiscências.

Fabio Rodolpho

Não pegou a “alma” do “negócio”!

image

Vai entender…

image

Por que igreja ?

image

É qual foi a ultima vez que você como igreja liberou perdão para alguma pessoa ?
Nós somos igreja e temos que a cada dia ser imitadores de Deus.

Por que igreja ?!

image

Por que não temos pregado a Salvação ?

Crônicas da Igreja – Um relato da condição da igreja nos últimos dias

Um Covil de salteadores
Não sou muito de falar, sou bastante observador e devido a essa característica, tenho observado que a igreja no geral ao invés de ser hospital para aqueles doentes espiritualmente que precisam de remédio (Mt 9:12) está se tornando um covil de salteadores (Lc 19:46), abrigando toda espécie de pessoas hipócritas, oportunistas, interesseiras, religiosas, desonestas, enganadores e etc. Pessoas que se escondem através de uma capa chamada religiosidade com aparência de piedade, mas com suas atitudes negam o verdadeiro poder dela (2 Tm 3:5). Pessoas dominadas por todo tipo de desejos sendo o principal deles a avidez pelo dinheiro, sendo ele o seu verdadeiro “deus” se esquecendo de que as escrituras dizem que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males e algumas pessoas por cobiçarem tanto o dinheiro se desviaram da fé presos por toda a sorte de desejos tolos, atormentando a si mesmos com muitas dores (1Tm 6:9-10).

Não é muito difícil identificar crentes materialistas basta apenas conversar com a pessoa e perceber que tal pessoa fala somente em dinheiro se tornando uma pessoa chata da qual não se tem prazer em ter como companhia. Posso afirmar que a lixologia da prosperidade que muitos ainda têm coragem de chamar de teologia, influenciou muitas igrejas e muitos irmãos dentre eles crentes piedosos despertando nessas pessoas o desejo pelas coisas dessa vida como o orgulho de ter o que agrada os olhos, desejo de ficar rico, egoísmo, o narcisismo, a busca desenfreada pelos prazeres desse mundo e por ai vai. Coisas não procedem de Deus, mas sim do mundo, ignorando que o mundo passa junto com suas vaidades e desejos (1 Jo 2: 15-17), não raramente vejo batistas com a mentalidade dessa doutrina herética cuja origem vem do gnosticismo, o maior inimigo doutrinário do Cristianismo do século 1.

Assim como os fariseus exteriormente pareciam “santos” e “irrepreensíveis”, porém interiormente corrompidos a ponto de Jesus dizer que estavam mortos por dentro e cheios de toda imundícia, denunciados por sua hipocrisia, hoje as coisas não estão diferentes. (Leia Mt 23).

Não estou querendo generalizar e julgar ninguém, mas não posso ficar calado vendo tanta falsidade e coisa errada em nosso meio, me fingindo de cego, surdo e mudo, compactuando com isso. Através desse artigo quero relatar como andam as coisas em nosso meio. As pessoas mais santarronas, moralistas que adoram apontar para si mesmas como referencia, que são as primeiras a apontar o erro do irmão são as que mais se encontram no mesmo estado em que os fariseus se encontravam na época de Jesus. Não crêem naquilo que falam, não vivem aquilo que pregam, achando que os incrédulos não estão de olho em suas atitudes, estão cheios de mau testemunho no meio de seus familiares, sem contar que muitos no domingo oram em outras línguas e na semana estão falando toda sorte de palavrões e besteiras, dizem glória a Deus no dia santo e na segunda estão murmurando por qualquer motivo, dentre os irmãos aleluia Senhor, Te agradeço oh Rei dos Reis e na semana brigam com Deus dizendo Por que você fez isso comigo? Quem é Você pra mandar na minha vida assim?

Bem o tempo é curto e daria pra escrever mais paginas, mas para não cansá-los com a leitura e dispersa-los, quero dizer que não temos como identificar e arrancar o joio, pois fazendo isso podemos arrancar o trigo como Jesus disse naquela parábola (Mt 13:29), portanto o melhor é seguirmos os conselhos de Jesus “pelos seus frutos os conhecereis” e no caso de pastores assim desse jeito “Fazei e guardai, pois tudo quanto dizem, porém não imiteis nas suas obras” (Mt 23:3 a). Como de costume, deixo um trecho da bíblia para meditação e reflexão:

“Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé Dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.
E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente é o Filho do homem;
O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;
O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.
Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.
Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade.
E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”
Mateus 13:36-43.

Fabio Rodolpho

Crônicas da Igreja – Um relato da condição da igreja nos últimos dias

Preconceito e Intolerância dentro da Igreja

Lendo a reportagem no site Paulo Lopes aonde a Ministra de Política de Promoção da Igualdade Racial Luzia Barros, afirmou que os evangélicos pentecostais estão cada vez mais intolerantes (veja: http://www.paulopes.com.br/2013/01/evangelicos-querem-acabar-com-religioes-africanas-diz-ministra.html#.UVec8BdJOAg) e ainda fatos como a entrevista de Silas Malafaia um dos pastores mais pobres do nosso país (kkkkkkkkk) no programa da apresentadora da Marília Gabriela, as declarações infelizes do Pastor Marco Feliciano que só serviram pra denegrir a imagem da Igreja, sobre negros e homossexuais, sem contar com as infelizes declarações do Deputado Jair Bolsonaro me fizeram refletir e chegar à conclusão de que sim, existem preconceito e intolerância dentro da igreja, com a diferença de que antes era de forma velada e agora está de forma revelada.

Muito desse preconceito manifestado nos cristãos é fruto da influencia de tais pastores e políticos oportunistas como Feliciano, Malafaia, Bolsonaro e por ai vai, que usam os homossexuais o principal alvo da igreja como escada para se promoverem e fazerem média com o povo evangélico, principalmente àqueles mais conservadores e o que é mais chocante para mim é que tais pessoas usam a bíblia para justificar suas ações. Não apoio a causa homossexual por ser contrario ao que palavra de Deus diz (LV 18.22; 20.13; RM 1:24-32), mas também não sou a favor de tais homofóbicos que se utilizam de sua posição para persegui-los, em vez de estar pregando o evangelho a eles, coisa que a igreja deixou de fazer ultimamente com relação aos gays. Fico me perguntando: Se Jesus vivesse em nossos dias, será que ele estaria da mesma forma? Tenho lá minhas dúvidas, pois o evangelho de Lucas relata que sempre esteve ao lado daqueles que eram excluídos da sociedade como cobradores de impostos, prostitutas, ladrões, pessoas pobres, o que me dá a certeza de que Ele estaria pregando o evangelho do arrependimento e mudança de vida, ao invés de ficar ofendendo, provocando, arrumando briga com pessoas de diferente de crenças e ideologias. E muito certamente estaria condenando a ação evangélica pelas suas atitudes.

É necessário analisar os dois lados da questão e ai formar sua opinião antes de sair por ai papagaiando o que esse pessoal diz, sem perceber quais são suas reais intenções e objetivos, sendo apenas usados por essas pessoas. Como toda ação gera uma reação somos alvos muitas críticas, ofensas, provocações, agressões verbais por essa imagem que esses radicais transmitiram de nós, também pelo fato de achar de que suas opiniões representa a opinião de todos os cristãos o que não é verdade. Outra reportagem chocante que você também pode conferir (http://noticias.gospelprime.com.br/denuncias-de-intolerancia-religiosa-crescem-mais-de-600-em-2012/) na qual o ouvidor da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) Carlos Alberto de Souza e Silva Junior declarou ao UOL que algumas igrejas evangélicas neopentecostais pregam o ódio contra outras religiões e precisam ser tratadas com cautela. “Há ao menos um caso denunciado à ouvidoria de uma igreja cujo líder espiritual vem revelando esse ódio contra as religiões de matriz africana, associando-as às coisas do diabo. Sabemos que esse tipo de pregação, feita por um líder religioso, afeta [influencia] a muitos de seus seguidores.”

Como o assunto é muito extenso e não vai dar pra continuar a escrever mais, só quero deixar que a visão de Deus é bem diferente da nossa, pois para Ele somos todos iguais, frutos da sua criação e pecadores caídos que necessitam da Sua graça para serem salvos de sua própria condição, desse mundo tenebroso e das garras das trevas, e todos nós independente de ser cristão ou não prestaremos conta a Ele por aquilo que fizemos e deixamos de fazer.

Chegavam-se-se a ele todos os publicanos e pecadores para ouvi-lo.
E os fariseus e os escribas murmuravam, dizendo: Este recebe pecadores, e come com eles.
E ele lhes propôs esta parábola, dizendo:
Que homem dentre vós, tendo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove, e não vai após a perdida até que venha a achá-la?
E achando-a, o põe sobre os seus ombros, gostoso;
E, chegando a casa, convoca os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida.
Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.
Lucas 15:1-7.

“Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” Lucas 19:10

“Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.”
João 3:17.

Fabio Rodolpho

%d blogueiros gostam disto: