Arquivos do Blog

Podcast irmãos.com 240

12462

Paulinho Degaspari e Sinval Jr conversam com Marcelo Gualberto que, de volta ao podcast, fala mais sobre sua experiência de mais de 40 anos trabalhando com jovens e líderes de jovens e revela sua constante luta para encontrar o equilíbrio entre forma e conteúdo.

Se quiser ouvir, como não podemos colocar o audio direto por limitações do nosso servidor, basta clicar na figura acima ou clique aqui.

Podcast irmaos.com

12449

Salve pessoal tudo bem ?
Bom segue ai a recomendação de podcast para vocês.
É uma bela de uma discussão sobre como utilizar o poder de liderança para coisas erradas ou direcionar as pessoas mais perto de Deus.
Se quiser ouvir, como não podemos colocar o audio direto por limitações do nosso servidor, basta clicar na figura acima ou clique aqui.

NOSSA GLORIOSA HERANÇA

por Boa Semente

O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados

(Romanos 8:16-17)Os versículos acima nos mostram que destino glorioso nos aguarda como filhos e herdeiros de Deus. Seremos glorificados com Cristo. Até isso se tornar realidade, passaremos por sofrimentos, mas diante de nós está a glória.

Nosso Salvador já a alcançou como ser humano, porém Ele quer compartilhá-la conosco, pois somos Seus pela fé, unidos inseparavelmente a Ele. Algumas passagens do Novo Testamento falam acerca disso:

“Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas” (Filipenses 3:20-21).

“Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória” (Colossenses 3:4).

“Mas devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espírito, e fé da verdade; para o que pelo nosso evangelho vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo” (2 Tessalonicenses 2:13-14).

A grandeza da glória de nosso Salvador será manifesta em nós. Que riqueza de Sua graça!

Notas:

Extraído do devocional BOA SEMENTE– pedidos@boasemente.com.br

Fonte:
irmaos.com

Vamos nos especializar em Deus

por Max Lucado

 

Davi só apareceu esta manhã. Ele parou de cuidar das ovelhas para entregar pão e queijo para os seus irmãos na frente de batalha. Ali é onde Davi ouve Golias desafiando Deus…

Leia as primeiras palavras que ele falou, não só na batalha, mas na Bíblia: “Davi perguntou aos soldados que estavam ao seu lado: ‘O que receberá o homem que matar esse filisteu e salvar a honra de Israel? Quem é esse filisteu incircunciso para desafiar os exércitos do Deus vivo?’” (1 Samuel 17:26).

Davi aparece discutindo sobre Deus. Os soldados não mencionaram nada sobre ele, os irmãos nunca falaram o seu nome, mas Davi entra em cena e levanta o assunto sobre o Deus vivo…

Ninguém mais discute sobre Deus. Davi não discute sobre ninguém mais a não ser sobre Deus…

Davi vê o que os outros não veem e se recusa a ver o que os outros veem. Todos os olhos, exceto os de Davi, caem sobre o grandão bruto que respira ódio… As pessoas conhecem as suas provocações, as suas exigências, o seu tamanho e as suas escoras. Eles se especializaram em Golias.

Davi se especializa em Deus. Ele vê o gigante, como você pode imaginar; mas ele vê Deus ainda maior. Olhe atentamente para o grito de guerra de Davi: “Você vem contra mim com espada, com lança e com dardos, mas eu vou contra você em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel” (1 Samuel 17:45).

Senhor Deus, prepare-nos para andar no seu caminho. Ensine-nos a vê-lo nas situações que são perigosas e difíceis. Como Davi, quando nós estivermos rodeados por desafios avassaladores, que os nossos pensamentos e as nossas palavras recorram primeiro ao senhor. Ao invés de discutirmos sobre os problemas, lembre-nos de discutir sobre o senhor. Que o nosso primeiro pensamento de manhã e o nosso último pensamento à noite estejam centrados no senhor. Ao invés de nos preocuparmos com as impossibilidades, permita que nós nos especializemos no seu grande poder. Quando nós estivermos tentados a olhar para os gigantes nas nossas vidas, nós escolheremos olhar para o senhor, amém.

Exaltado seja o Deus da minha salvação. Salmos 18:46

Andamos por fé, e não por vista. 2 Coríntios 5:7

 

Fonte: Irmaos.com

MORREU PARA NOS SALVAR

por Boa Semente

 

“E da mesma maneira também os príncipes dos sacerdotes, com os escribas, e anciãos, e fariseus, escarnecendo, diziam: Salvou os outros e a si mesmo não pode salvar-se”

(Mateus 27:41-42)

Na maioria das situações, não zombamos dos que estão morrendo. Mas quando o Homem Jesus Cristo, Filho de Deus, estava pendurado na cruz em terrível agonia, Ele foi alvo do desprezo da raça humana. Não eram apenas os soldados ou as pessoas comuns que O escarneciam. Os principais instigadores da multidão eram os mais altos líderes religiosos do povo. Eles haviam observado como Ele salvara várias pessoas, mas não estavam dispostos a admitir que o Senhor Jesus operara tais milagres pelo poder de Deus. Pelo contrário, eles atribuíram Seus feitos ao poder demoníaco (Mateus 12:24), porque se recusaram a reconhecê-Lo como o Enviado de Deus (o Messias).

Algumas horas antes, a tropa que havia sido designada para prendê-Lo caiu por terra quando o Senhor Jesus simplesmente disse: “Eu sou” (João 18:6). Agora pensavam que O tinham sob controle. Por que o Senhor Jesus não usou Seu poder na cruz?

A resposta é: Porque Ele desejava nos salvar de nossos pecados! Para cumprir esta missão, foi necessário que Ele, o Justo, suportasse não somente a zombaria humana, mas a ira de Deus por causa dos nossos pecados. Na cruz, Ele derramou Sua vida por nós, injustos. Sobre a base da obra da redenção, ainda hoje, ecoa o chamado para todos os que querem se libertar de sua culpa: “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo” (Atos 16:31).

TRATE O OFENSOR COMO DEUS O TRATA

por Boa Semente

 

“Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão; mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada. E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano”

(Mateus 18:15-17)

Aqui não se trata de um pecado conhecido por muitos, pois neste caso não há necessidade de ir um ou dois, porque o dever da igreja é claro – se a pessoa insiste no pecado e se recusa a se arrepender, tem de ser expulsa (1 Coríntios 5:11-13). Mas, de outro lado, imagine que um irmão faz algo errado contra você: uma palavra dura, uma brincadeira de mau gosto, uma ação prejudicial, ou qualquer coisa que o tenha ferido. Com certeza é um pecado, mas o que você irá fazer?

Você tem de usar o mesmo princípio que Deus usa com você. Ele não esperou até que você eliminasse seu pecado – Ele enviou Seu Filho para buscá-lo e salvá-lo (Lucas 19:10). O desejo dEle não é Se vingar, mas corrigir o pecador para que a alma deste seja restaurada. Esse é o caminho para o qual o amor de nosso Senhor Jesus quer nos levar. No poder do divino amor temos de procurar a libertação de nosso irmão, embora a carne esteja se sentindo machucada e golpeada pelo erro do outro. A graça não se envolve em sua própria dignidade, esperando que o ofensor venha e se humilhe, mas vai em direção a ele, movida pelo amor.

Portanto, você deve ir até seu irmão e buscar resolver o assunto, com o objetivo de restaurá-lo. Mas se ele não quiser ouvir, a questão tem de ser tratada com especial cuidado. Então, a igreja adverte e suplica, e, se mesmo assim, o irmão se recusar a ceder, só resta a triste opção de expulsar o pecador impenitente

Fonte:  Irmaos.com

A GRAÇA E A BONDADE DE DEUS

por Boa Semente

“Cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?… Ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?”

(Romanos 2:3-4)

Um pouco depois de me converter e me tornar filho de Deus, a esposa de um amigo meu adoeceu seriamente: o diagnóstico foi leucemia, e a perspectiva de cura era desanimadora. Todas as suas energias de resistência se esgotaram pelas várias terapias empregadas. Por causa do risco de infecção, somente o seu marido podia visitá-la. Com o propósito de alegrá-la um pouco, encomendei um buquê de flores e pedi à segurança do local para entregá-lo. Para minha surpresa, a guarda da segurança me perguntou se eu mesmo não gostaria de fazê-lo. Ela, em primeiro lugar, providenciou toda a roupa de proteção que eu deveria usar. Logo eu estava coberto da cabeça aos pés, de modo que pude entrar no quarto da paciente, embora não sem certa apreensão.

Repentinamente, ficou claro para mim que Deus tinha tornado a visita possível para que eu pudesse falar do Salvador àquela mulher que sofria de uma doença terminal. Comecei por contar-lhe o que o Senhor Jesus tinha feito por mim e que eu agora cria nEle como meu Salvador, depois de toda a minha vida passada, a qual ela conhecia muito bem. Enfatizei que todo o meu fardo de pecado tinha sido perdoado. “Margaret”, prossegui, “entregue sua vida ao Senhor Jesus. Ele ama você. Você precisa dEle urgentemente. Ninguém pode visitá-la. Mas em Sua graça Deus me deu a oportunidade de lhe dizer isto.” Ela olhou para mim e arregalou os seus olhos: então percebi que estava profundamente comovida.

Na manhã seguinte, seu marido ligou-me para dizer que ela tinha morrido ainda durante a noite. Eu só pude agradecer pela graça e bondade de Deus ao dar àquela mulher uma última chance de agarrar a mão do Salvador pela fé. Se ela fez ou não tal coisa, só a eternidade provará.

Fonte: Irmaos.com

OBRAS DE ARTE

por Boa Semente

 

“E saiu da nuvem uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho; a ele ouvi. E, tendo soado aquela voz, Jesus foi achado só”

(Lucas 9:35-36)

Precisamos manter nossos olhos no Senhor. A comunhão com os santos é certamente proveitosa e deve ser procurada, mas nunca é perfeita porque somos humanos e falíveis. Se o inimigo puder nos manter ocupados com as imperfeições dos outros, ele conseguirá nos desencorajar, envenenar e, por fim, nos afastar do convívio com os santos. O Espírito de Deus nos mantém ocupados com Cristo, e assim, mostraremos Seu amor e graça para os demais.

Que contraste entre a obra do inimigo e a do Espírito Santo! O inimigo nos faz observar os outros para ver suas falhas e erros. O Espírito nos faz olhar para Cristo, a fim de que reflitamos Sua imagem e ajudemos os outros a serem parecidos com Ele. O amor de Cristo pelos Seus não é baseado no que está neles, mas no que está em Seu próprio coração. Da mesma maneira, o amor que o Espírito produz em nosso coração não se baseia no que está dentro dos outros, mas no que está no coração de Cristo por eles.

O Pai não ama Seus filhos por causa do que vê neles, mas pelo que Ele os fará ser – o perfeito reflexo de Cristo, conformados à Sua imagem. O escultor quando vê um pedaço de mármore, por mais bruto e irregular que seja, não pensa na rusticidade, mas na bela peça que aquilo se tornará ao terminar o trabalho de lixar, esculpir, dar acabamento e tirar tudo o que encobre a beleza da obra. É exatamente assim que temos de olhar uns aos outros: obras de arte sendo trabalhadas pelo supremo Artista.

Fonte:  Irmaos.com

Eventos do Final de semana

Neste sábado tem oficina gratuita de edição de vídeo em São Bernardo (SP)

Como parte do projeto da Sepal Digital em oferecer treinamento e capacitação para que a igreja brasileira esteja apta para comunicar melhor a Palavra de Deus, neste sábado ofereceremos uma Oficina de Edição de Vídeo (básico) em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo.

Participe para entender os princípios básicos da edição e tenha uma aula prática do software Sony Vegas.

Neste sábado, 27 de outubro, das 15 às 17 horas, na Igreja Batista da Borda do Campo. É gratuito e você também pode convidar amigos interessados.

Faça a inscrição aqui

Igreja Batista da Borda do Campo
Av. Imperatriz Leopoldina, 696
Nova Petrópolis
São Bernardo do Campo – SP
CEP 09770-272

Rótulos e classificações

por Max Lucado

 

“Jesus tocou leprosos, amou estrangeiros e passou tanto tempo com festeiros que as pessoas o chamavam de beberrão, um amigo da ralé”Mateus 11:19 MSG (tradução direta)

Rótulos… Ele é alcoólatra! (Tradução: Por que ele não consegue se controlar!)

Ela é divorciada! (Tradução: Ela tem uma reputação duvidosa!)

Os rótulos nos aliviam da responsabilidade. Classificar permite que nós lavemos nossas mãos e desistamos.

Jesus teve uma abordagem completamente diferente. Tudo para ele deveria incluir as pessoas! João 1:14 diz em uma linguagem clara, “Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós”.

O racismo não conseguiu manter Jesus afastado da mulher Samaritana. Os demônios não conseguiram mantê-lo afastado do demoníaco.

A Bíblia confirma que quando chegava a hora, Jesus colocava de lado os privilégios da divindade e assumia a condição de escravo.

Você e eu vamos nos deparar com algumas pessoas rejeitadas. Jogadas fora. Algumas vezes por uma igreja. E nós teremos que escolher.

Negligenciar ou resgatar? Rotulá-las ou amá-las?

Nós sabemos a escolha de Jesus! Vamos seguir o seu exemplo!

Fonte: Irmaos.com

%d blogueiros gostam disto: